Wednesday, July 22, 2009

Friday, July 17, 2009

Migingo - 3800 m2



The island has a population of about 500 (estimates vary), mostly fishermen and fish traders











Migingo In numbers

2002 The year that the first house was built on the tiny island outcrop.
500 People live on the island. Eighty per cent of the population are Kenyan and 20 per cent are Ugandan.
3 Hours is how long it takes to reach Migingo by motor boat from Kenya.
6 Hours is how long it takes to reach Migingo from Uganda.
2,000 Kenyan shillings is the sum, equivalent to £17, that visitors are charged each week to stay in a boarding house on Migingo – more than eight times the going rate in the nearby city of Kisumu.
4 Pubs are on the island, together with one pharmacy, one hair salon and several brothels. 10 Cabinet ministers from two countries attended an emergency summit on Migin

Migingo Island rises out of the waters of Lake Victoria like an armour-plated turtle. An uneven, rocky dome of less than an acre, it is clad above the water line in corrugated iron. The rusty shacks crowded on to its back give shelter to a scarcely credible 500 people – a slice of life transplanted from the worst city slum into the middle of the world's largest tropical lake. It is also home to Africa's smallest war, a conflict fought in advances of three soldiers, a dozen policemen or eight marines. Any more than that and they would not fit. The fate of this rocky islet has caused outrage in east Africa, triggered a ministerial crisis and brought Kenya and Uganda to the brink of a shooting war.

Thursday, July 02, 2009

O MBWEBLOG deu-nos o prémio Lemniscata



Palavras para quê!? O prémio Lemniscata é nosso!!!

O nosso ilustre companheiro e amigo, recebeu e muito bem, o prémio Lemniscata, o MBweblog é um blog em puro desenvolvimento, com um ainda enorme potencial, evoluiu em termos de qualidade, a nível técnico e profissional, pessoal e comunitário, é um blog global!

Muito bem, um blog sério como o MBweblog merece ser distinguido.

Queremos agradecer o gesto amigo do nosso frequente ilustre visitante e comentador que nos brindou com a sua escolha para desenvolvermos a sua conquista, obrigado Miguel!

Aqui estão as nossas escolhas:

Façotuasasminhaspalavras

SoGolf

TerceiraTaurina

Fuck You, Penguin

Post It Psicológico

(Es)passos

semicírculo

Bem, esta escolha também resulta de ter decidido não contemplar novamente Blogs que tinham estado nas escolhas do MBweblog, senão quase que corriamos o risco de entrar num aspiral sem fim a vista!

Em relação à pergunta: " O que significa para si ser um Homo sapiens? Encontre a resposta aqui.

E pronto.Many Thanks...

No cell phone alowed


Wednesday, July 01, 2009

Política de transportes marítimos nos Açores


Cruzeiro das Ilhas, em 2009 o melhor barco que temos nos Açores, quem diria...??

Dia 1 de Julho de 2009, em pleno verão

Ponto da Situação:

Os barcos expressos (Trimaram) que ligam as ilhas do grupo central estão atracados até ver por incapacidade de navegação. (estão encalhados, as peças tem que ser feitas...).

O tal de Viking, que parece que é um barco fora de série, ainda não apareceu, mas dizem que aparece.(alugado, não se sabe se vai aguentar até à maré de agosto).

O que resta do Expresso Santorini, anda a dar umas lentas voltas semanais pelas ilhas, mas em situações de Festa só leva Filarmónicas e grupos de folclore.

O Atlântida entretanto parece que é para fazer um posto de informação de Turismo nos Açores, localizado em Viana do Castelo.

E pronto, os transportes marítimos nos açores resumem-se aos 2 "CRUZEIROS" que parece não terem oponente á sua altura, em não sei quantos anos de governação socialista ainda não atinaram em "orientar" nada melhor.

Aquando do "boom" do Atlântida, ouvi uns senhores a afirmarem que tinham desenvolvido os transportes marítimos nos Açores como nunca antes, que agora é que era, que tinham descoberto essa potencialidade antes completamente ignorada, tenham paciência mas nesta matéria estamos completamente na mesma, mas acredito que muito mais indívidados e saturados.

E leva o pobre do açoriano o inverno todo a trabalhar, chega o verão quer ir dar um mergulho ou dois a outra ilha com uns amigos ( açorianos espero, senão irá ter um trabalho dos diabos a explicar como é que em ilhas cheias de marinas e portos europeus não existem um roteiro marítimo comercial minimamente apresentável), e nada, não pode ir...vai acampar para o quintal!

Diálogos:

agência : vá de transportes aéreos...

cliente que vai ficar em casa: Pois...quem paga??

agência: O avião??

cliente: Sim o avião, e esta palhaçada!!!

agência: pagam os açorianos com o corpinho para ver se acordam!

E acreditem esta história não tem solução à vista!